quarta-feira, 18 de outubro de 2017

O clube da região


Era miudo e o Beira-Mar era o clube de uma região inteira. Hoje os tempos são outros,  o Beira-Mar afastou-se, as pessoas afastaram-se do clube, ainda assim, aqui e ali, vou continuando a deparar-me com indícios desse estatuto de "grande" da região de Aveiro. O restaurante Vila Madrid, em Ílhavo, é um desses exemplos. Lá estão o cachecol e o galhardete amarelo e preto. A refeição soube-me logo melhor.

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Segunda vitória da "era Cajó"

Estive em Ovar e assisti a uma vitória muito complicada do Beira-Mar. Mas não critico a equipa e nem vou pela conversa do «esta equipa tem que jogar mais». A mim, interessa-me ganhar e atitude. O resto é conversa de quem continua a achar que jogamos sozinhos. Ok, a Ovarense ainda não tem pontos, tinha «levado» seis do Lourosa mas, por outro lado, tinha perdido pela margem mínima com o Esmoriz e S. João de Ver. E depois outro aspeto que não pode ser esquecido: gostava de saber se a postura que os jogadores da Ovarense revelaram em campo será sempre a mesma com todos os outros adversários? Parece-me que não.
Foi um jogo de luta, não muito bem jogado mas que terminou com o mais importante para nós: a vitória. E com isto, Cajó vence dois jogos consecutivos «fora»!

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Não vai ser fácil a Proliga!


Ganhámos na apresentação ao Ginásio, fomos ganhar ao Sampaense e batemo-nos bem no pavilhão do Esgueira. Ms também sofremos derrotas muito pesadas com o mesmo Esgueira e com a Sanjoanense. Que esperar da prestação do nosso clube na Proliga? Bom, o objetivo só pode ser um: a manutenção.
A verdade é que não podemos criticar todos aqueles que nos consideram como um dos candidatos à descida. Conheço bem a Proliga e sei que quase todas as equipas têm planteis mais experientes, mais fortes e alguns deles, inclusivamente, com estrangeiros. Ainda assim, acredito na experiência do nosso treinador Carlos Cabral e na vontade de ganhar dos nossos jovens jogadores. E, claro, acredito que o nosso apoio, o apoio dos adeptos, seja um trunfo a nosso favor.
Boa sorte equipa!


A saída de Catchana


A saída de Catchana veio confirmar que o grande desafio para o treinador do BM vai ser gerir um plantel "só" de titulares. Depois do treinador, registamos  a saida de um atleta. Não pode ser assim, desculpem.



sábado, 14 de outubro de 2017

Cajó


Tenho a melhor das impressões sobre o novo treinador da nossa equipa senior. Nos escalões de formação do Taboeira e do Beira-Mar fez um excelente trabalho. A sua estreia em Lourosa não podia ter sido melhor. Passa a ser o meu treinador, claro. 

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Transfigurado

E eis que depois de duas derrotas que ditaram a saída de Carlos Miguel, o SC Beira-Mar ganha em Lourosa. E logo em casa do Lourosa, que liderava só com vitórias e que é assumidamente candidato. E tem, efetivamente, uma excelente equipa. Mas o SC Beira-Mar, completamente transfigurado, ganhou justamente.
Cajó "montou" muito bem a equipa e os jogadores tiveram excelente atitude.
Em suma, vitória importantíssima porque em caso de derrota, tinjamos a época perdida. Agora, é ganhar em Ovar.



terça-feira, 10 de outubro de 2017

Quem aceitasse, teria que estar prevenido...

 
Não podemos fugir à realidade e esquecer o que tem sido os últimos meses do SC Beira-Mar no tocante a treinadores. No ano passado despediram o homem que tinha subido de divisão na época anterior (Zé Alexandre) e depois também decidiram não ficar com Augusto Semedo. Isto numa época em que a Comissão Administrativa disse sempre que o objectivo não era subir. Já esta temporada, a Direção investiu, assumiu (e bem) o objetivo de subir, mas Carlos Miguel durou apenas três jornadas. Ou seja, Cajó tem que ter a consciência do que o pode esperar. Quem quer que fosse o novo treinador teria sempre que trabalhar sobre o espectro do "chicote". Curiosamente, nestas mudanças todas de treinadores, ha um nome em comum: António Cruz. Primeiro como presidente, agora como homem da Direção responsável pelo futebol. 
E que dizer da escolha Cajó? Fica para um próximo post.


domingo, 8 de outubro de 2017

A vitória de Ribau

Câmara e clube estão a trabalhar em conjunto. As perspetivas para o futuro próximo são boas. Sei do que falo. A vitória de Ribau foi, para o nosso clube, uma boa notícia. Acreditem. Independentemente das vossas "cores" politicas".

sábado, 7 de outubro de 2017

Ainda sobre os UAN


Fui, ainda nos meus tempos de "Diário de Aveiro", o primeiro a destacar publicamente a claque do SC Beira-Mar através de uma entrevista de uma página aos fundadores Nuno e Bruno. Ainda como colaborador do mesmo jornal, lembro-me  de várias peças que escrevi sobre os UAN, entre as quais a "história" de Marcio Pinto, um jovem que na altura chegava  dormir no pavilhão para poder apoiar o nosso clube! Entrevistei mais tarde o Artur Cruz e fui fazendo, também no DesportoAveiro e aqui no Ser Beira-Mar, referências várias, sempre elogiosas, aos Ultras Auri-Negros. A sua dedicação chegou a ser única no universo beiramarense e, isso, nunca poderá ser esquecido. Mas mais do que dedicação, sempre vi nos UAN uma claque diferente, uma claque dissociada de tudo o que de mal normalmente associamos às claques. Também por esta razão, foram alguns os jogos em que viajei com eles e foram muitos os encontros em que estive lado a lado com a claque do nosso emblema.
Quero com isto dizer que nada me move contra a história dos UAN.
Sobre o meu último texto neste blogue, digo-vos que não critico por criticar. Nada disso. Critico quando que devo criticar. Assumo as minhas posições. Mais: o que escrevi sobre o comportamento lamentável dos UAN no jogo com o S. João de Ver, já o devia ter feito. Já no ano passado, tivemos cenas muito tristes no "Mário Duarte" e há muito que vejo na claque apenas um grupo de jovens sem educação e que vão para os jogos mais preocupados em beber cerveja no bar.
O referido texto teve milhares de leitores e o engraçado é que as críticas só surgiram...de elementos da claque.
Tudo isto para dizer que, mesmo com um rol de ameaças, não retiro uma virgula ao conteúdo das minhas críticas, no entanto, também admito que nada me pode servir de motivo para chamar nomes nem aos elementos dos UAN nem a ninguém! E aqui também estive mal e por isso tenho que apresentar as minhas desculpas.
No fundo, o que desejo é voltar a ver a claque a apoiar o nosso clube mas de forma diferente das outras claques. De forma ordeira. De forma a que possamos ter crianças ao seu lado e não estejamos permanentemente a ouvir asneiredo. Se assim for, cá estarei para os elogiar como tantas outras vezes já o fiz.
O SC Beira-Mar não começou bem a época e do que precisa é de paz e apoio de todos! Da minha parte, repito que não faz parte da minha forma de ser, entrar pelo campo das ofensas, mas claro, cá estarei, como sempre, para emitir as minhas opiniões sobre o nosso clube que peço que sejam simplesmente respeitadas. Se critico (positiva ou negativamente) a Direção, porque razão não o poderei fazer em relação a estes comportamentos dos UAN que eu acho o que ninguém aprova?
E que este seja um bom fim de semana para o SC Beira-Mar.

Pedro Neves


sexta-feira, 6 de outubro de 2017

COMUNICADO dos UAN

Vimos por este meio pedir desculpa à direção do clube Sport Clube Beira-Mar e a todos os seus simpatizantes pelos comportamentos irrefletidos do passado sábado. Não está na ética dos Ultras Auri-Negros passar uma imagem negativa pois sabemos o peso que tem estes comportamentos. Após uma introspecção decidimos fazer este pedido de desculpas publico para que entendam que todos os humanos erram e nós não somos isentos de erros! Errar é humano e assumir o erro é maturidade!
Estamos todos pelo mesmo : pelo bem do clube!

UAN SEMPRE!