sábado, 14 de janeiro de 2017

Defesa compromete tudo

Andar quase sempre na frente e «morrer na praia» é o cenário muito provável para a equipa de juniores do SC Beira-Mar.
Mesmo que nos apurássemos, deveríamos ter poucas hipóteses de subir à 1ª divisão nacional, mas, jogar uma segunda fase com equipas de maior qualidade, seria excelente.
Quando faltam duas jornadas para o fim da primeira fase, tudo ficou com mais complicado com a derrota no Municipal de Aveiro, frente ao Eirense, por 1-3. A defesa comprometeu. Dois golos de canto mostraram a debilidade do nosso sector mais recuado.
Bom, vamos acreditar que ganhamos os dois últimos jogos e que haja um percalço do Tondela e/ou do Eirense.


A moda passou?

Foram muitos os aveirenses que se deslocaram à Carregosa para apoiar a nossa equipa, contudo, o ambiente à volta do SC Beira-Mar está longe do verificado na época anterior. No ano passado vi gente a ver o Beira-Mar que já não via há muitos anos mas...foi como que uma moda que afectou muitas pessoas que deram nessa altura para serem do Beira-Mar. Na verdade, foi mesmo uma moda. Para essa gente o que interessa é escrever, «postar» e apoiar os três grandes.


Vitória justa


Tal como dizia um adepto já no campo, esta coisa de estarmos no «distrital» tem esta particularidade de passarmos a conhecer sítios do nosso distrito que de outra forma poderíamos nunca visitar. No passado domingo, lá fui até à Carregosa, concelho de Oliveira de Azeméis, onde assisti a mais um triunfo da nossa equipa. Um triunfo dificil mas justo. 
A equipa de José Alexandre jogou sempre no meio campo adversário, enquanto que a equipa da casa só quando se encontrou a perder é que reagiu e tentou chegar ao golo. Da primeira vez, fruto de mais uma «infelicidade» do nosso guarda-redes, ainda conseguiu empatar, mas, quando passou a estar novamente em desvantagem, já não foi capaz de conseguir nova igualdade. Ainda bem. 
Destaco ainda os nossos dois golos. Excelentes os golos de Alexis e Jorge, resultantes de bonitas combinações entre vários elemento da nossa equipa.
Com este triunfo, mantemos-nos no leque de segundos classificados e tudo continua a ser possível.
Nesta jornada, apenas o S. João de Ver perdeu terreno.

sábado, 7 de janeiro de 2017

Marasmo total


O SC Beira-Mar não funciona como clube, é sim, como que um conjunto de «clubes distintos». O Natal provou isto mesmo. Não houve um jantar de Natal, como acontece em TODOS os clubes, houve sim uma série de jantares de Natal organizados pelas várias secções.
Aquela que podia ser uma boa oportunidade para juntar toda a familia auri-negra, foi antes, e mais uma vez, uma manifestação de total incapacidade para realizar/organizar o que quer que seja. Uma tristeza.

Mais caricato de tudo: o próprio jantar de Natal da Academia de Futebol do clube organizou um jantar que não teve ninguém das equipas de futebol de onze. Bolas, não somos apenas um clube?


domingo, 1 de janeiro de 2017


Parabéns Sport Clube Beira-Mar!

sábado, 31 de dezembro de 2016

Ganhámos em Pombal!


Aproveitando estar de férias, lá fui até Pombal ver os nossos juniores! E em boa hora o fiz, porque ver o nosso clube ganhar, seja em que escalão ou modalidade for, é sempre uma satisfação enorme. E esta equipa de juniores, composta maioritariamente por atletas de primeiro ano, merece ser apoiada: tem garra, bom espírito, bons jogadores, está bem orientada e não deixa ficar mal o nome do SC Beira-Mar. Mesmo que não consiga este ano o apuramento para a segunda fase da 2ª Divisão Nacional, julgo que tem todas as condições para lutar pela subida na próxima temporada. 

Sobre o jogo de Pombal, dizer que a equipa da casa, com quem tínhamos empatado em casa na primeira volta, marcou logo no início do jogo, mas, o SC Beira-Mar, a jogar em 4-4-2, reagiu bem e chegou com naturalidade ao empate com um golo do rapidissimo Gerson. 
Na segunda parte, não gostei muito de ver a equipa, em muitos momentos da partida, optar por um futebol direto, mas as substituições efectuadas (com a entrada de Lasca passámos para 4-4-3), voltámos a melhorar e, com isso, chegámos mesmo ao golo da vitória. Uma vitória muito importante.
Na próxima jornada, joga-se mais uma final, com a recepção ao Eirense que ocupa a terceira posição, a dois pontos da nossa equipa. Ganhar será excelente, empatar mantém tudo na mesma em relação ao adversário e perder pode colocar-nos fora dos dois primeiros.

Por fim, uma nota, que já não surpreende, mas que não deixarei nunca de lamentar: nem uma linha sobre este jogo no site do clube! Uma vergonha que nunca deixarei de denunciar. 



sábado, 24 de dezembro de 2016

2017 abre sem Cílio


Terminámos o ano com uma vitória difícil mas perfeitamente justa, sobre o Fiães (2-1), o que nos permite manter a segunda posição, em igualdade pontual com o União de Lamas e a quatro pontos do Esmoriz, actual líder.
Pior deste jogo: a expulsão de Cílio.
Podemos ter muitas ausências, mas Cílio é o jogador mais decisivo da nossa equipa. Não vejo esta equipa sem Cílio e temo bastante pela sua ausência no jogo (ou jogos) com que vamos iniciar 2017. Mas vamos acreditar...


Juniores em crise


De um momento para o outro, a nossa equipa de juniores eclipsou-se Primeiro, derrota pesada em Tondela (4-1) com uma equipa que já em Aveiro tinha mostrado muita qualidade; depois, nova derrota, no EMA, com o Anadia e por números esclarecedores (0-3) e finalmente, triunfo por apenas 3-0, também em «casa» e contra uma equipa fraquíssima, a quem tinhamos «dado» oito na primeira volta e que se apresentou nesta partida com apenas dois suplentes. O que se passa? Certo é que temos que voltar à melhor forma para garantir um dos dois primeiros lugares, caso contrário...


quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Vitória justa num campo difícil


Fui a Cucujães e vi o nosso clube ganhar com justiça. 0-1 ao intervalo com um grande golo de Cílio, a equipa da casa empatou num dos poucos lances em que chegou à nossa baliza, mas logo a seguir, Ramalho, na sequência de um pontapé de canto, marcou o golo da nossa vitória justa.

Algumas notas que destaco deste encontro:

- Ramalho a titular! Estando apto há semanas, como é que não foi titular nos jogos anteriores?

- Mais dois golos de bola parada! Também contam. Se fosse feito um estudo ao número de golos que já marcámos esta temporada de bola parada, facilmente chegaríamos à conclusão que esta equipa do SCBM é um caso de estudo! Quem, em todo o futebol mundial, terá esta época um maior índice de aproveitamento dos lances de bola parada?

- O meu amigo Sérgio Loureiro que me desculpe, mas li a crónica que escreveu para o Diário de Aveiro e não posso estar de acordo quando diz que na segunda parte, o Cucujães remeteu o Beira-Mar para o seu reduto defensivo. Nada disso. O Beira-Mar teve sempre a bola em seu poder, jogou sempre no meio campo adversário, teve sempre o encontro controlado, mas sofreu um golo numa das poucas vezes em que a equipa da casa conseguiu chegar à nossa baliza.

- Lamentável a forma como a Frente Armada, claque de apoio do Cucujães, passou o jogo todo a insultar as gentes de Aveiro. Mas também não é verdade, como já li numa nova página do Facebook dedicada ao nosso clube, que os UAN não tivessem reagido. Reagiram e mal.

- Onde andam todas as pessoas que no ano passado não falhavam um jogo «fora» do nosso clube? Foi uma moda que passou por Aveiro...lamentavelmente, voltámos ao mesmo e os aveirenses estão é preocupados com os Benficas, os Sportings e os Portos!|

Força Beira-Mar! E somente Beira-Mar!

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Primeira derrota e a inadmissível falta de respeito para com o nosso treinador

Desiludido. Pior que termos perdido pela primeira vez no Campeonato Safina, foi termos jogado pouco. Muito pouco. Mas, se pensarmos bem, que jogo é que ganhámos com tranquilidade no nosso campo? Mais: o nosso melhor jogo foi com o Bustelo e esse nem sequer o ganhámos.
Sou amigo do nosso treinador, tenho grande admiração por ele, mas não consigo compreender como é que Ramalho, por exemplo, está apto e não joga!



Seja como for, uma coisa é podermos não concordar com esta ou aquela decisão do nosso treinador, outra é não termos respeito por essa mesma pessoa. Pior que ter perdido esse jogo, foi ter assistido à triste figura de alguns adeptos com memória curta, a acenarem lenços brancos mal o jogo terminou. Mas o que é que esta gente quer? Esta gente pensa o quê? Que isto ainda é a segunda distrital? Ignorância. Estou a chamar nomes aos nossos adeptos? Estou! Sempre achei os adeptos do Beira-Mar mais adeptos dos «grandes» e, pior, adeptos com total falta de memória! Adeptos sem cultura futebolistica nenhuma. Posso ser criticado por assumir esta opinião? Posso. E tenho que respeitar quem critique esta minha posição. Mas...não posso admitir falta de respeito porque pegou no clube quando ninguém o queria, por alguém que subiu de divisão e que mal perca um jogo é logo alvo de lenços brancos e outros tipos de contestação completamente despropositada! Repito: esta época não tenho percebido muitas das decisões do nosso treinador, agora, falta de respeito não posso admitir! Nem falta de memória!